Pular para o conteúdo principal

Carta Pessoal - Momento 4

Resultado de imagem para avaliação


Se você chegou até aqui já dá para notar o tanto de aula que foi utilizado para desenvolver essa sequência didática. Chegou o momento da avaliação. Vamos à descrição e análise de cada uma das etapas.

Durante todo esse procedimento coloquei no quadro os seguintes critério de avaliação.

ENDEREÇO COMPLETO  - 2,0 pontos, entregar dia ____________
RASCUNHO DA CARTA  - 3,0 pontos, entregar dia _____________
CARTÃO DIA DAS MULHERES - 2,0 pontos, entregar dia ___________
PASSAR A LIMPO A CARTA, FAZER O ENVELOPE, COLOCAR O CARTÃO DE DIA DAS MULHERES NO ENVELOPE, ESCREVER O ENDEREÇO DO PENPAL NO ENVELOPE - 3,0 pontos, entregar dia



1ª etapa
Peça para cada aluno escrever num pedaço de papel o nome e endereço completos, incluindo o CEP e coloque numa caixa. Se o professor estiver trabalhando a mesma atividade com mais de uma turma, providencie uma caixa para cada turma.
Durante esse procedimento muitos alunos confundiam CEP com CPF, outros não sabiam o nome da rua onde moravam. Esse momento foi importante para que eles pudessem buscar essas informações com os próprios familiares.

Houve alunos que levaram na brincadeira esse momento ou esqueceram, para esses atrasados a pontuação foi 1,0.



2ª etapa
Escrever um rascunho da carta. Essa carta deve conter no mínimo 5 perguntas para o penpal e o conteúdo foi o aluno relatar sobre uma mulher famosa que ele conhecia.

Essa atividade coincidiu com a semana do dia das mulheres, mas o professor poderá propor outro tema que estimule o aluno a relatar para o penpal, por exemplo: relatar um fato engraçado ou uma viagem.

Durante esse procedimento os alunos não escolheram o seu penpal e muitos ficaram me perguntando: Como eu vou escrever para uma pessoa que não sei? Eles tinham razão, mas eu tomei essa decisão deles não escolherem ainda por muitos ainda não tinham entregado os endereços e eu precisada de mais um dia para eles me entregarem os endereços e a aula tinha que continuar, eu não podia ficar sem ter uma atividade para fazer com eles. Então eu os orientei a escrever aquele rascunho com as partes principais: eles tinham de elaborar 5 perguntas e relatar sobre uma mulher famosa e me entregarem no dia seguinte. E quando escolherem o penpal, eles poderiam fazer as devidas alterações quando passar a limpo a carta.

A maioria me entregou o rascunho e levei para corrigir em casa para devolve-los no próximo dia de aula. Nesse momento o professor deve ler as cartas e corrigir os erros gramaticais, pois no momento em que o aluno passar a limpo poderá verificar onde errou e corrigir o erro. Também é um bom diagnóstico para o professor ver quais são as maiores dificuldades do aluno na escrita.

Nessa etapa, os alunos preguiçosos já começam a perceber que a prova de avaliação está acontecendo e vão correr atrás do prejuízo. Para os atrasados que entregaram a carta e não foi feita a devida revisão receberam 2,0 na pontuação, mas na próxima vez eu fazer isso de novo vou pontuar 1,5 pela irresponsabilidade.



3ª etapa
Essa etapa aconteceu concomitante com a entrega do rascunho. E como era véspera do dia das mulheres, os alunos tinham de produzir um cartão de dia das mulheres para entregar junto com a carta.

Foi um momento bem descontraído, eu trouxe revistas para eles poderem montarem os cartões da forma que quisessem, eles podiam usar lápis de cor, giz de cera, hidrocor e muita criatividade.

Nesse momento o professor tem que estar atento para aqueles que ainda estão atrasados nas atividades da entrega do endereço e rascunho, pois uma etapa depende da outra. E o aluno tem sempre que está atento nas informações do quadro sobre as etapas de cada processo da avaliação sobre o que ele já conseguiu cumprir ou não.

E por último, nessa etapa o aluno já podia escolher o seu penpal, da mesma turma ou de outra.



4ª etapa
Nesse último momento o professor deve entregar o rascunho para os alunos poderem passar a limpo.

Se possível, entregue uma folha oficio colorida para os alunos escreverem a carta.

Oriente-os a escrever em um lado da folha. Com a mesma folha da carta ensine-os a fazerem um origami de envelope. Eu assisti a vários vídeos sobre como fazer um envelope, mas alguns tinham que usar cola, outros tinham muitas dobras ou o papel tinha que ser quadrado (e não numa folha oficio A4). Por fim, eu acabei inventando um bem simples e fácil para mostrar aos alunos.

E para finalizar essa avaliação, os alunos escreveram o endereço do penpal no envelope e colocaram numa caixa de correios que eu tinha feito a partir de uma caixa de papelão. No dia seguinte eu entreguei as cartas aos devidos destinatários.

Foi uma grande emoção vê-los receberem cartas e abrir para ler seus conteúdos. Depois, a caixa de correios ficou na biblioteca para que eles continuassem a escrever cartas e 2x por semana eu abro a caixa (eu coloquei um cadeado) e entrego aos cartas aos destinatários.

Caso haja dúvidas acerca de alguma parte desse processo, estarei disponível para esclarecer.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relato Pessoal: produção textual

Relato Pessoal: uma proposta em sala de aula

Texto 1: O coração roubado, de Marcos Rey

Eu cursava o último ano do primário e como já estava com o diplominha garantido, meu pai me deu um presente muito cobiçado: O coração, famoso livro do escritor italiano Edmondo de Amicis, best-seller mundial do gênero infanto-juvenil. Na página de abertura lá estava a dedicatória do velho, com sua inconfundível letra esparramada. Como todos os garotos da época, apaixonei-me por aquela obra-prima e tanto que a levava ao grupo escolar da Barra Funda para reler trechos no recreio.         Justamente no último dia de aula, o das despedidas, depois da festinha de formatura, voltei para a classe a fim de reunir meus cadernos e objetos escolares, antes do adeus. Mas onde estava O coração? Onde? Desaparecera. Tremendo choque. Algum colega na certa o furtara. Não teria coragem de parecer em casa sem ele. Ia informar à diretora quando, passando pelas carteiras, vi a lombada do livro, bem escondido sob uma pasta…

Avaliação de Interpretação Textual

ARTIGO E NUMERAL